sexta-feira, 5 de março de 2010

Planeta & Vida

Um ano é o periodo que o planeta dá uma voltinha em torno do Sol, ou seja, depois de 365 dias ou 8760 horas ou 525600 minutos, tudo volta ao mesmo lugar, começa novamente o ciclo como se fosse o primeiro, como se o espaço a ser percorrido nunca antes havia sido e nem rastro é deixado.
Dentro deste planeta que gira infinitamente, nunca temos um ponto zero, ao qual sempre retornamos, estamos sempre avançando, avançando e usamos o final dos ciclos somente para pensar em mudar o rumo, pensar em não mais dar voltas em torno de um "sol", que nos é bom ao nos dar claridade e é ruim ao proporcionar um cancer de pele ou uma queimadura.
Andamos em uma linha do tempo unica, que leva o nada a lugar nenhum e nunca permite nem chegar perto ao passado ao futuro, indo contra ao conceitos do planeta que é andar sempre em circulos, preso à gravidade.

As vezes, a vida vai contra os conceitos do planeta e permite que ciclos se repitam. Já fez um ano que conheci minha rainha, algo que ocorreu em torno da 2a. quinzena de Fevereiro de 2009, fiquei encantado com ela, com a maneira como via a vida, com a maneira que tratava a mim como submisso. No dia 06 de Março recebi o primeiro castigo dela "um dia verde", ou seja, um dia comendo só comidas verdes.

Eis que o ciclo recomeça, minha rainha, recém terminado um relacionamento, voltou a ser a minha rainha, há muito tempo ela havia mudado, muitas dificuldades, problemas e tristezas que fizeram ela ter muitas preocupações, hoje, conversando com ela, senti como se novamente estivesse de volta ao mesmo lugar, ao mesmo doce clima de um ano atrás.
Acredito que ela não tenha percebido, mas hoje, ela me passou um castigo muito similar ao de um ano atrás, só que agora é "um dia vermelho", comendo e vestindo vermelho.

diferente do circulo planetário, nós fizemos rastros, deixamos marcas e todas elas boas lembranças e aprendizados. Aprendi muito com minha rainha, muito sobre BDSM, mas mais ainda sobre a vida, amigos, amor, trabalho muita coisa que vou levar comigo o resto da vida, muita coisa que me fez me tornar uma pessoa melhor, e compreender melhor um monte de questões que meu cérebro nerd-lógico não entendia direito.

Sei que ela também aprendeu alguma coisa comigo, mas sempre gostei de ouvir ela falando dos problemas, as vezes, eu só ouvia, as vezes, "matava a pau" outras eu perguntava, perguntava e perguntava para faze-la refletir. Espero ter sido útil, ajudado-a ou pelo menos ser a valvula de escape nos momentos difíceis.

pode acabar meu encoleiramento, pode acabar o que for, mas a nossa amizade e respeito multuo é inacabável.

Voltamos ao nosso ciclo, recomeçamos ainda melhor, nos veremos ainda mais e curtindo nosso fetiches e prazeres cada vez mais e melhor.

Agradeço a minha rainha por este ano, pelos bons e mals momentos que passamos, agradeço a paciencia que teve comigo, a tolerancia que teve sempre nao pude cumprir com minhas viagens para vê-la ou com alguma tarefa que ela me impunha.

Obrigado, e beijus a seus pés e strap.